Selecione o idioma para traduzir os textos do blog.

domingo, 25 de março de 2018

É obviamente necessário, como o oráculo grego afirmava, conhecermo-nos a nós próprios. É a primeira realização do conhecimento. Mas reconhecer que a alma de um homem é incognoscível é a maior proeza da sabedoria. O derradeiro mistério somos nós próprios. Depois de termos pesado o Sol e medido os passos da Lua e delineado minuciosamente os sete céus, estrela a estrela, restamos ainda nós próprios. Quem poderá calcular a órbita da sua própria alma?

(in De Profundis)
Oscar Wilde 
Imagem: Keith Proctor

                   

4 comentários:

  1. Oscar Wilde escolhido por você, nessa rica mensagem, deixa-me introspectiva!
    Abraço.

    ResponderExcluir
  2. Wilde tem um profundo senso social, como demonstra em suas obras,
    mas fica intrigado com o interior do ser humano, pois ele próprio
    não se compreende: "Um espírito feminino em corpo de homem?
    Como é isso?".
    Por isso o misterioso que ele fala.
    Mas ó ser humano é sempre muito complexo mesmo!

    ResponderExcluir
  3. De facto, o universo mais difícil de se conhecer... somos nós mesmos... até à luz dos nossos próprios olhos...
    Como podemos afirmar, que conhecemos os outros, e o mundo... se por vezes, levamos uma vida inteira, para nos compreendermos, a nós mesmos?...
    Mais um belíssimo post, que nos dá imenso que pensar!
    Beijinhos
    Ana

    ResponderExcluir

Agradeço seu comentário!