Selecione o idioma para traduzir os textos do blog.

sábado, 20 de janeiro de 2018

UMA ROSA EM MINHA MÃO
Vinicius de Moraes e Toquinho

Procurei um lugar 
Com meu céu e meu mar 
Não achei 
Procurei o meu par 
Só desgosto e pensar, encontrei

Onde anda o meu rei 
Que me deixa tão só por aí 
A quem tanto busquei 
E de tanto que andei me perdi 
Quem me dera encontrar 
Ter meu céu, ter meu mar 
Ter meu chão 
Ver meu campo florir 
E uma rosa se abrir na minha mão

Imagem: K. Bush



15 comentários:

  1. Simplesmente fantástico!!
    Beijos e bom fim de semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cidália, achei um poema genial. Obrigada 😀😀😀

      Excluir
  2. O que dizer? Apenas aplaudir.
    Boa noite.

    ResponderExcluir
  3. Já dizia o poeta que sempre fica perfume em mãos que distribuem flores... Vinicius era "o cara"! Beleza sua escolha, Érika!
    Abraço.

    ResponderExcluir
  4. Parabéns à ela. Linda como você. A homenagem não poderia ser melhor com estes versos de Vinícius e Toquinho.

    Beijão

    ResponderExcluir
  5. O Poetinha era fantástico mesmo Erika e há muito dele do que se encantar.
    Bela partilha amiga.

    ResponderExcluir
  6. Parabéns a sua mãe.
    Uma bonita partilha.
    beijos
    :)

    ResponderExcluir
  7. O poema é lindo, Érica.
    Bom gosto em o escolher...
    Beijinhos
    ~~~~

    ~Ps~ Érica, agradeço que não anuncie os seus 'posts'
    na minha página de comentários...
    Posso chegar tarde por estar ocupada, mas venho sempre.
    Envie um 'mail' para o endereço que consta no blogue.

    ResponderExcluir
  8. Um poema que ainda não conhecia destes dois grandes autores... e uma pintura fantástica, bem a propósito até, do tempo que está fazendo, aqui deste lado!
    Belíssimas partilhas, Érika!
    Beijinhos
    Ana

    ResponderExcluir

Agradeço seu comentário!