segunda-feira, 30 de abril de 2012

Cidade do Ceará

Icó
Icó-CE
A cidade de Icó foi a terceira vila instalada no Ceará e possui um sítio arquitetônico datado do século XVIII.
Sua denominação original era "Arraial do Poço", depois "Povoação do Salgado", "Arraial da Senhora do O", "Arraial Velho", "Ribeira dos Icós", "Arraial da Ribeira dos Icós", Icós" e, desde 1860, "Icó".
As terras entre as serras do Cafundó, Camará e às margens do rio Salgado eram habitadas por diversas etnias tapuias, entre elas, os icó os icozinho, janduí e os quixelô.
A colonização das terras de Icó data do final do século XVII e início do século XVIII. Os primeiros colonizadores a cidade eram conhecidos como "os homens do (rio) São Francisco", que faziam parte de uma das frente de ocupação do território cearense, a do "sertão-de-dentro", dominada pelos baianos, que serviu para tentar ocupar todo o interior cearense.
A entrada de Bartolomeu Nabo de Correia, e mais pessoas, chegou em  em 1683 e deu à povoação conhecida como "Arraial dos Icós", a sua primeira fase. Numa segunda fase, famílias se instalaram através das sesmarias e assim surgiram dois povoados às margens do rio Salgado: o "Icó de Baixo" e o "Icó de Cima". Ambos, povoados pelos membros das famílias Fonseca e Monte, respectivamente. Devido às constantes inundações, o povoado que prevaleceu foi o "Icó de Cima". Tanto na fase de descobrimento quanto na de assentamento, os conflitos com os indígenas foram constantes, até que a igreja católica interveio e conseguiu um tipo de pacificação.
A povoação foi elevada a vila em 1738, a terceira vila do Ceará, logo depois Aquiraz e Fortaleza. Em 1842, obteve a categoria de cidade. Devido  sua importância econômica, Icó foi uma das cidades que tiveram projetos urbanísticos planejados na corte Lisboa.
Na primeira metade do século XX, Icó volta a ter importância devido ao projeto de combate às secas com o Açude Lima Campos e a BR-116.
O topônimo Icó pode ser uma alusão a: uma palavra da língua tapuia, onde i (água) + kó (roça), tornando água ou rio da roça; uma das tribos que habitava  às margens do rio Salgado, denominada ikó; uma planta que poderia ter existido em abundância n região, o icozeiro, da família das caparidáceas (Capparis yco), cujo fruto e o icó.

Gentílico - icoense

Localização
Localização de Icó

Veja no site: http://www.ceara-turismo.com/mapas/mapa-politico.htm a localização da cidade.

FONTE: Site da prefeitura da cidade.

domingo, 29 de abril de 2012

O turismo da região Sudeste

No Sudeste temos o principal Portal Turístico do Brasil. O Estado do Rio de Janeiro, a sua capital conhecida como "cidade maravilhosa" apresenta uma natureza exuberante, além de modernos edifícios. As lindas praias - Angra dos Reis, Cabo Frio, Búzios... -, a cidade histórica de Parati, a cidade imperial Petrópolis, o carnaval carioca, a produção teatral da cidade, os museus históricos e a estrutura hoteleira estão preparados para receber turistas de todo o mundo.

Rio de Janeiro
 
Angra dos Reis

Búzios


Centro Histórico de Paraty


Museu Imperial, Petrópolis


Carnaval carioca

Petrópolis pontos turísticos palacio de cristal photo
Palácio de Cristal, Petrópolis


No Estado do Espírito Santo, com um cenário de rara beleza, têm-se praias repletas de palmeiras, dunas de areias monazíticas e clima tropical o ano inteiro. Aqui, imigrantes suíços e holandeses deixaram especialmente suas raízes tanto no aspecto cultural como no aspecto físico do Estado.

Catedral Metropolitana de Vitória


Convento da Penha. Considerado o principal monumento religioso do Espirito Santo e símbolo de devoção a Nossa Senhora da Penha.



Já no Estado de Minas Gerais, a paisagem revela montanhas, vales e grutas. Há também um conjunto arquitetônico em estilo barroco do século XVIII, assim como há esculturas no estilo barroco criadas por Aleijadinho.

Igreja São Francisco de Assis, Ouro Preto

Parque Nacional de Caparaó um dos cenários mais deslumbrantes da natureza brasileira. O Pico da Bandeira - o terceiro maior do país, com 2.892 metros - com diversas cachoeiras e riachos.

São João Del Rei

Cidade do Ceará

Ibaretama
IBARETAMA
O historiador Raimundo Girão traduz Ibaretama como abundância de frutas nas roças quando há bons invernos.
A história de Ibaretama como um povoado, começa em 1909. Em 1911, este lugarejo passou a ser distrito de Serra Azul, depois São Luís e em 1938, Ibaretama. Em toda a sua história foi distrito do município de Quixadá, até quando foi desmembrado em 08 de maio de 1988.
Chamou-se inicialmente Serra Azul, como referência à cordilheira que se estende ao longo da região e vai até onde confina outras limitações vizinhas.

Gentílico - ibaretamense

Localização
Localização de Ibaretama

Veja no site: http://www.ceara-turismo.com/mapas/mapa-politico.htm a localização da cidade.

FONTE: Site da prefeitura da cidade.

sábado, 28 de abril de 2012

Cidade do Ceará

Araripe
O topônimo Araripe vem do tupi-guarani e significa "lugar onde começa o dia". Sua denominação original era Brejo Grande ou Brejo Seco.
Constam como seus primitivos colonizadores os sesmeiros, Manuel Rodrigues de Lima e outros, todos oriundos  do Icó e do Inhamuns. Em suas primeiras manifestações evolutivas, tem-se por referência o ano de 1849, quando em reunião de seus moradores e em operação de desobriga celebrou-se a primeira missa do reduto, tendo como local uma casa de residencia. Seria o despertar comunitário e o marco do qual se fixaram os primitivos moradores.
A região do Araripe abrange porção do planalto da Serra do Araripe, nos limites com o Estado de Pernambuco, parte que fora desmembrado do município de Assaré em agosto de 1875 e formou-se em comuna independente com o nome de Brejo Seco.
A freguesia foi criada em 1870, quando a capela de Santo Antônio, que compreende o distrito de Paz de Brejo Seco e Poço da Pedra foi elevada à categoria de matriz.
Em agosto de 1889, o município recebeu o nome de Araripe.
 A vila parrou à categoria de cidade em 20 de dezembro de 1938.

Gentílico - araripense

Localização
Localização de Araripe

Veja no site: http://www.ceara-turismo.com/mapas/mapa-politico.htm a localização da cidade.

FONTE: Sites das prefeitura da cidade.

sexta-feira, 27 de abril de 2012

As danças da região Sudeste

 Congada
 A presença  desse bailado popular é assinalada no Brasil colônia, ocorre do Ceará ao Rio Grande do Sul. Na Congada, existem dois grupos de negros que entram em luta. É a luta do Bem contra o Mal. O Bem é representado pelos cristãos, o Mal é o grupo de mouros. Há lutas, embaixadas, cantos, e sempre os cristãos vencem os mouros, que são batizados. E juntos fazem a festa em louvor a São Benedito, padroeiro dos negros em todo o Brasil.

Fandango
Nas cidades do litoral paulista, é muito popular. O fandango é rufado com passos marcados, com batidas de pés, é dançando até meia noite. Depois dançam os fandangos valsados, mais calmos.

Samba de Lenço
Esse samba caracteriza-se pelo lenço usado como adorno por mulheres e homens, que representa a devoção por São Benedito. Na dança, homens enfileirados de um lado e mulheres do outro. O enredo das músicas baseia-se em pequenas crônicas de  acontecimentos locais, com melodias curtas e simples.

Catira ou Cateretê

A dança representa um segmento da arte popular brasileira em que seus componentes, quase sempre do sexo masculino, dançam ao som das modas de viola ou recortadas, com passos simétricos, ritmados pelas palmas e pelos sapateados de suas botas num sincronismo quase perfeito.
A dança tanto é conhecida Cateretê, Catira ou Bate-pé. (Na verdade o Bate-pé vem a ser o cateretê em que os dançarinos executam o sapateio) e é o divertimento que outrora mais animava a população rural. O caipira  do interior paulista encontrava no "bate-pé" o melhor meio de fuga ou derivativa das canseiras e monotonia da vida roceira.
Para conhecer mais acesse o Grupo Catira Brasil.  
http://www.catirabrasil.com.br/catirabrasil.html 

Cidade do Ceará

Quixeramobim
A cidade é o mais antigo município do Sertão Central, é banhada pelo rio Quixeramobim, o maior afluente esquerdo do Rio Banabuiú e teve como primitivos habitantes os índios quixarás.
O pequeno povoado começou a ser formado, quando chegou ao local o Capitão Antônio Dias Ferreira que ocupou a sesmaria adquirida de Gil de Miranda e Ângela de Barros. Boqueirão  de Santo Antônio foi o nome dado à fazenda onde mais tarde surgiria a cidade de Quixeramobim. Tratou de erigir, nas proximidades de sua casa de morada, uma pequena capela, sob a invocação de Santo Antônio de Pádua, mais tarde Santo Antônio de Quixeramobim.
A origem da palavra Quixeramobim tem varias versões gramaticais e dentre elas a "Carne Gorda" por ser a única tradicional, significado como corruptela de quixá, gorda e mobim, carne. Por seu vez, Pompeu Sobrinho, historiador cearense, menciona que "primitivamente a palavra Quixeramobim se aplica não ao rio, mas a uma serrota da atual cidade". A antiga grafia era kieramobim, sendo Kierá corruptela de prirá ou Kirá (pássaro) e obim, verde. Julga-se ser um nome d dicção indígena.

Gentílico - quixeramobinense

Localização
Localização de Quixeramobim

Veja no site: http://www.ceara-turismo.com/mapas/mapa-politico.htm a localização da cidade.

FONTE: Site da prefeitura da cidade.

quinta-feira, 26 de abril de 2012

Cidade do Ceará


Ipaumirim
O topônimo Ipaumirim vem do tupi-guarani e significa lagoa pequena ou alagoinha. Sua denominação Alagoinha e, desde 1943, Ipaumirim.
Chamou-se primitivamente Alagoinha, Geograficamente vinculou-se ao território de Umari e, alternadamente ao de Baixio do qual chegou a funcionar como sede.
Sua elevação à categoria de município, ocorreu em 12 d dezembro de 1953, com instalação a 1º de janeiro de 1954.

Gentílico - ipaumirinense

Localização
Localização de Ipaumirim

Veja no site: http://www.ceara-turismo.com/mapas/mapa-politico.htm a localização da cidade.

FONTE: Site da prefeitura da cidade.

quarta-feira, 25 de abril de 2012

A Gastronomia da região Sudeste

A culinária do Sudeste é bem diversificada e apresenta forte influência do índio, do escravo e dos diversos imigrantes europeus e asiáticos. Entre os pratos típicos, destacam-se: moqueca capixaba, pão de queijo, feijão tropeiro, carne de porco, feijoada, aipim frito, bolinho de bacalhau, virado à paulista, cuscuz paulista, farofa.

Rio de Janeiro

Feijoada

Aipim frito


Bolinho de bacalhau

Minas Gerais

Feijão tropeiro


Pão de queijo


Tutu de feijão

Espírito Santo

Moqueca  capixaba
Existem dois tipos de moqueca, ambas igualmente saborosas a do Espírito Santo  e a da Bahia. A diferença principal  entre as duas se caracteriza  por dois ingredientes: o dendê e o leite de coco. Esses dois ingredientes constantes na versão baiana, não aparecem na moqueca capixaba.

Torta capixaba

São Paulo

Cuscuz paulista


Galinha d'angola


Virado à paulista

São Paulo é conhecida como a Capital Gastronômica Mundial devido aos seus inúmeros restaurantes de comidas internacionais, excelentes churrascarias e pizzarias.
Deguste essas delícias.
Receitas:
http://correiogourmand.com.br/info_02_gastronomia_em_noticias_01_gastronomia_no_brasil_0010.htm
  http://www.chefrs.com.br/moqueca-capixaba/
http://alecrim-blog.blogspot.com.br/2011/08/tutu-de-feijao-mineira.html
http://gnt.globo.com/receitas/Aprenda-a-fazer-o-autentico-feijao-tropeiro-de-Minas-Gerais.shtml
http://leticiascookbook.blogspot.com.br/2009/06/feijoada-carioca.html
http://www.receitastipicas.com/receitas/virado-a-paulista.html

Cidade do Ceará

Monsenhor Tabosa
O topônimo Monsenhor Tabosa é uma homenagem ao Sacerdote Antônio Tabosa Braga.
Suas origens remontam ao século XIX e têm como precedente gregário de Melo e seus escravos, conhecidos estes por Pretos Teles. Dessa propriedade, denominada de Forquilha e posteriormente Telha, constam como adquirentes, Inácio Gomes e Veríssimo Gomes, tendo como fatias duas léguas de terras. Desse conjunto de moradores, reunidos a outros que posteriormente se fixariam na fazenda nasceria a povoação que historicamente nos ocupa.
Sua elevação á categoria de Vila ocorreu em março de 1938, e à categoria de município, em 22 de novembro de 1951, tendo sido instalado a 25 d março de 1955.

Gentílico - tabosense

Localização
Localização de Monsenhor Tabosa

Veja no site: http://www.ceara-turismo.com/mapas/mapa-politico.htm a localização da cidade.

FONTE: Site da prefeitura da cidade.

terça-feira, 24 de abril de 2012

Cidade do Ceará

Cedro
A cidade de Cedro teve com marco inicial a Fazenda Cedro comprada pelo Sr. João Cândido em 1908, que contava com duas casas: uma localizada no alto do morro e a outra na parte baixa, no meio do carnaubal. Nesse período registra-se doações de terrenos para construção de casas, propiciando o povoamento.
A necessidade de intercâmbio entre Fortaleza e Crato, favoreceu a construção da estrada de ferro que muito beneficiou a Fazenda, elevando-a categoria de Vila. Em 1915, houve uma seca que assolou o Ceará. Logo após chegou a Fazenda de Cedro o Dr. Zabufon com uma turma de operários para a construção da ferrovia que hoje liga Fortaleza à Crato e que teria que passar pela Fazenda onde abundância de d`água para abastecer todo o pessoal.
Em 15 de novembro de 1916, a via-férrea ligando Fortaleza a Crato foi inaugurada, em convênio com Governo Federal.
Senador João Tomé, bastante comovido com o dinamismo do Sr. João Cândido, elevou o povoamento de Cedro à categoria de Vila. Nos primeiros vagidos de desenvolvimento surge um evidente desejo de independência, conclamando o povoado a lutar cada dia com maior impulso para transformação de Vila em Cidade.
De início, recebeu nome de “Cedrinho de Açúcar” pelos habitantes da época, como um atestado de bondade e atração do lugar.

Gentílico - cedrense ou cedroense

Localização
Localização de Cedro

Veja no site: http://www.ceara-turismo.com/mapas/mapa-politico.htm a localização da cidade.

FONTE: Site da prefeitura da cidade.

O desenvolvimento da região Sudeste

O Sudeste é a região mais desenvolvida do Brasil. Lá, pode-se encontrar: beleza, conhecimento, arte, praia, montanha, arquitetura variada, culinária globalizada.... Trata-se da face mais urbana do país, construída a partir da imigração de portugueses, italianos, espanhóis, árabes, alemães, orientais... Dessa união de povos surge a região com a maior população do país, com a economia mais desenvolvida e industrializada e com a maior diversidade artística.

Minas Gerais

São Paulo

Rio de Janeiro

Ficheiro:Vitória, Espírito Santo skyline.jpg
Vitória

segunda-feira, 23 de abril de 2012

Cidade do Ceará


Russas
Não está esclarecida a origem do topônimo Russas. Alguns autores acreditam que o  nome foi inspirado pela ocorrência, ao norte da localidade, de blocos de granito que, vistos à distância, se assemelham a um lote de bestas russas.
Outra versão corrente, de cunho popular, admite haver residido nos arredores do antigo povoado "um velho que possuía cobiçado e vistoso lote de bestas", notáveis pela uniformidade de sua cor.
Finalmente, uma terceira versão deriva o topônimo da serra do mesmo nome, localizada no nordeste de Pernambuco. Alguma família pernambucana estabelecida na zona teria dado ao local aquela denominação, reminiscência sentimental do seu torrão de origem. 
Russas é uma das únicas cidades do sertão do Ceará, que originou-se de fortificação militar e localiza-se dentro do então território dos índios Potiguara, Paiacu, Tapairiu, Panati, Ico, Ariu. 
No século XVII os índios da região fizeram grande resistência à invasão dos portugueses e suas iniciativas econômicas. Era a chamada Guerra dos Bárbaros. Diante deste cenário é construído em 1701, a primeira fortificação militar no sertão cearense, o Forte Real de São Francisco Xavier da Ribeira do Jaguaribe. Este núcleo militar, que segurava 150 currais de gado, foi o início de Russas, que depois consolidou-se como entreposto dos vaqueiros que traziam gado do interior par vender no porto de Aracati na época do ciclo da carne de charque.
A região começou a ser colonizada por portugueses e seus descendentes oriundos da Bahia e Pernambuco.
Originalmente chamou-se Santo Antonio do Ouvidor, depois Sítio Igreja das Russas, São Bernado do Governador, São Bernado de Russas, e desde 1938, Russas.
Russas é também conhecida como a capital do Vale do Jaguaribe; Terra da Laranja, Terra de Dom Lino.

Gentílico - russano

Localização
Localização de Russas

Veja no site: http://www.ceara-turismo.com/mapas/mapa-politico.htm a localização da cidade.

FONTE: Site da prefeitura da cidade.

Santa Sofia de São Paulo

Entre os anos 1934 e 1939, foi construída, na cidade de São Paulo, uma réplica da basílica de Santa Sofia. Essa igreja é a sede do arcebispo da Igreja Ortodoxa do Brasil.
Entre os vários aspectos de sua arquitetura e pintura que chama a atenção do observador, destaca-se a grande cúpula com semicúpulas, que dão amplitude ao espaço interno, e o iconostásio - painel com os ícones -, considerado o mais belo da América Latina.

Vista externa da Catedral Metropolitana Ortodoxa, no bairro do Paraíso, em São Paulo.

Catedral Ortodoxa - Sao Paulo, Sao Paulo
Interior da Catedral Metropolitana Ortodoxa, em São Paulo.

Fonte: PROENÇA, Graça. História da Arte. São Paulo, 2009. Editora Ática.