terça-feira, 28 de janeiro de 2014

Fortaleza de Nossa Senhora da Assunção

A Fortaleza de Nossa Senhora da Assunção

O monumento que originou e nomeia a cidade, localiza-se à margem da foz do riacho Pajeú e abriga a 10° região militar do Exercito Brasileiro. 
Sua origem tem várias versões apontadas por historiadores. Uma delas afirma que a Fortaleza de Nossa Senhora da Assunção foi construída para resistir a invasão dos holandesa em 1649, recebendo o nome de Forte de Schoonenborch.


Em 1812, durante o governo de Manuel Inácio de Sampaio, o forte foi desmoronado, dando início a uma nova estrutura, desta vez em alvenaria de pedra e tijolo, com o projeto de autoria do Tenente Coronel Engenheiro Antônio José da Silva Paulet, sendo concluída a sua construção em 1860. Nos primeiros anos, a fortaleza funcionou como Quartel, sendo sede do Governo e moradia dos Capitães mores. 
Posteriormente, 1951, passou a abrigar a imagem de Nossa Senhora da Assunção, em uma capela situada na faixada oeste da fortaleza que dá vista para a Praça dos Mártires, que recebeu essa denominação por ter sido o cenário de várias execuções, entre elas, do Padre Mororó.

Lenda

Segundo a lenda, a revolucionária Bárbara de Alencar teria sido aprisionada na cadeia presente na Fortaleza de Nossa Senhora da Assunção. Segundo contam, é possível ouvir os lamentos da mulher à noite. 
Para alguns historiadores, Bárbara de Alencar nunca ficou presa nos calabouços subterrâneos existentes no quartel. A revolucionária foi levada à força apenas para prestar depoimento e, em seguida, levado de volta para a prisão que ficava em outro local da cidade.

Fonte: Diário do Nordeste

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço pelo seu comentário!