quinta-feira, 26 de junho de 2014

Locais Sagrados

Aparecida, Fátima, Santiago de Compostela, Jerusalém, Rio Ganges... Conheça os locais escolhidos por peregrinos em busca de conforto espiritual.


Peregrinações são jornadas individuais ou em grupo em direção a locais sagrados, conhecidos, por exemplo, por marcarem a passagem de um herói ou serem o palco de um milagre. Existem em praticamente todas as religiões. No Oriente, o Rio Ganges atrai peregrinos hindus, enquanto Benares é um convite para os brâmanes. Jerusalém é famosa por ser destino de judeus e o Vaticano, de cristãos. No Brasil, Aparecida e Juazeiro do Norte estão entre favoritos de peregrinos. Mas peregrinar não é apenas ir a um desses locais sem intenção alguma: pressupõe uma viagem espiritual, um mergulho em algo que traga um significado, uma resposta ao peregrino. 
Ficou interessado? Nesta galeria, você conhece os destinos do Brasil e do mundo preferidos por peregrinos e conhece as histórias que cada local guarda.

Basílica de Nossa Senhora Aparecida
 A cidade brasileira Aparecida é o destino favorito de católicos do país. Guarda a Basílica de Nossa Senhora Aparecida, também conhecido como Santuário Nacional de Nossa Senhora da Conceição Aparecida, o segundo maior templo católico do mundo, atrás apenas da Basílica de São Pedro. Em 1980, ela recebeu a visita de João Paulo II em sua primeira vinda ao país.
A história da cidade mescla-se com a própria trajetória da padroeira do Brasil, Nossa Senhora da Conceição Aparecida. Tudo começou em 1717, quando um grupo de pescadores do Rio Paraíba foi incumbido de pescar muitos peixes que seriam servidos em um banquete oferecido a uma autoridade na cidade de Guaratinguetá. O grupo jogou a rede diversas vezes no local e não obteve sucesso. De repente, um dos pescadores sentiu que havia algo pesado e, ao puxar, encontrou uma imagem de uma santa sem cabeça. Na tirada seguinte, já em outro ponto do rio, puxou novamente e encontrou uma cabeça. Após unir os dois pedaços, peixes começaram a surgir em abundância, o que foi considerado um milagre pelos três pescadores.
A imagem foi levada pelo grupo e passou a ser cultuada pelo povo da região e, nos anos seguintes, sua fama se expandiu e ela ganhou primeiro uma capela, depois uma igreja, atraindo milhares de fieis de todo o Brasil que também buscavam um milagre. Em 1980, passou a ser exposta na Basílica de Nossa Senhora Aparecida.


Caminho de Santiago
O Caminho de Santiago de Compostela é uma rota de peregrinação que vai de diversos pontos da Europa – sobretudo da Península Ibérica – à cidade espanhola de Santiago da Compostela, onde estaria enterrado o apóstolo do mesmo nome. Iniciado no século 9, o auge do movimento aconteceu nos séculos seguintes, em particular nos séculos 12 e 13.
A origem da tradição remete ao início da era cristã. De acordo com a história oral, após a dispersão dos apóstolos ao redor do mundo, São Tiago teria ido pregar em regiões próximas ao norte da Espanha. Quando retornou à Palestina, teria sido preso e decapitado. Lá, seu corpo teria sido jogado para fora das muralhas de Jerusalém e, então, recolhido por alguns de seus discípulos e levados de volta à costa oeste espanhola. Nesse ponto, a história teve uma pausa e continuou apenas oito séculos mais tarde...
Apenas no século 8 a história de São Tiago teve um novo capítulo. Moradores da região onde seu corpo havia sido enterrado teriam começado a perceber que, todas as noites, estrelas caíam em um mesmo local do bosque. Um bispo ordenou que escavações fossem feitas naquele ponto. Uma arca de mármore contendo os ossos do santo foi encontrada. De boca em boca, a notícia ganhou o mundo e fieis de toda a Europa começaram a se deslocar àquele local. Eram os primeiros a percorrer o Caminho de Santiago da Compostela.
Nos séculos 11 e 12, o caminho atingiu seu esplendor, atraindo fieis de todo o mundo em busca do conforto espiritual. Em 1987, foi considerado o Primeiro Itinerário Cultural Europeu. Ganhou o status de Patrimônio da Humanidade na Espanha, em 1993, e na França, em 1998.


Fátima
 Localizado em Portugal, o Santuário de Fátima ou Basílica de Nossa Senhora do Rosário foi construído na década de 1920. Anualmente, calcula-se que mais de 5 milhões de pessoas passem pelo local, cultuando a santa que teria feito aparições em 1917.
O início da história do Santuário de Fátima está em 1917, quando um trio de crianças teria presenciado uma aparição de Nossa Senhora em 13 de maio. Na ocasião, a imagem, envolta por uma luz, teria lhes dito que voltassem todo dia 13 durante os cinco meses seguintes. As crianças seguiram à risca o conselho e, a cada data, a imagem novamente aparecia. Na última aparição, em 13 de outubro, na qual estavam presentes milhares de pessoas, a imagem teria revelado que era a Senhora do Rosário e lhes pedido que construíssem uma capela em sua homenagem.
Atendendo ao pedido da Santa, a capela foi construída no mesmo ano e, em 1920, começou a ser erguido o Santuário. Para dar conta de receber os milhões de fieis que visitam o lugar anualmente, em 2007 foi inaugurada a Igreja de Santíssima Trindade, próxima à Basílica.


Jerusalém 
Jerusalém. Capital e maior cidade de Israel, Jerusalém conta com mais de 700 mil habitantes e é um dos principais destinos de turismo religioso do mundo para judeus, cristãos e muçulmanos. Entre os principais pontos, destacam-se a Esplanada das Mesquitas, o Muro das Lamentações, o Santo Sepulcro, a Cúpula de Rocha e a Mesquita de Al-Agsa.


Juazeiro 
Juazeiro do Norte é um dos principais destinos religiosos brasileiros, graças à figura do popular Padre Cícero. A popularidade do município vem do início do século 20, quando o padre – depois responsável pela emancipação da vila – teria feito um milagre: durante uma missa, teria dado a uma beata uma hóstia que teria se transformado em sangue. A história se espalhou pelo nordeste, atraindo seguidores e aumentando a popularidade do líder. O ocorrido ainda permanece sem explicação.


Loreto
 Loreto é uma cidade à beira da costa leste da Itália, na região de Ancona. Seus peregrinos são, em sua maioria, italianos. Segundo os estudos desenvolvidos pela igreja católica, uma casa antiga da região tinha materiais e disposição muito diferente das demais. Dizia-se ser a casa de Maria, transportada pelos anjos até Loreto. Análises mostram que, efetivamente, é uma casa que parece ter vindo de outro lugar, possivelmente de uma região do Oriente Médio, e que fora reconstruída ali.


Karbala
Karbala está entre os principais destinos de peregrinação dos xiitas muçulmanos, ao lado de Meca e Medina. A referência mais conhecida ligada a ela é a Batalha de Karbala, ocorrida em 680.


Meca
 Localizada na Arábia Saudita, Meca é considerada a mais sagrada cidade pelos muçulmanos. De acordo com a cultura islâmica, sua fundação está ligada aos descendentes de Ismael, mas sua história também perpassa períodos em que foi um importante centro comercial e palco de onde se daria a proclamação do Islã por Maomé. Sua trajetória explica a atração que exerce sobre muçulmanos de todo o mundo.
No século XX, a cidade teve um dos maiores crescimentos de sua história. Hoje, conta com cerca de 1,7 milhões de habitantes e recebe, anualmente, cerca de 13 milhões de muçulmanos de todo o mundo (a cidade é proibida para quem não é dessa religião). De acordo com a tradição islâmica, o fiel deve orar em sua direção.
A Caaba ou Kaaba é uma construção localizada em Meca, lugar mais sagrado do mundo pelos muçulmanos. É o local para onde os fieis voltam-se diariamente para orar. Em seu interior, está a Pedra Negra.


Monte Arafat
Situado a leste de Meca, o Monte Arafat é uma colina de granito onde o último profeta do Islã, Muhammah, fez seu Sermão de Adeus, em 632 da era Cristã. De acordo com a tradição, o peregrino deve passar pela colina no nono dia do Dhu al-Hijjah, o décimo mês do calendário islâmico.
O Monte Arafat é considerado sagrado porque, acreditam os fieis, Adão e Eva foram perdoados por Allah nessa colina, cerca de dois séculos após terem desobedecido seus mandamentos.


Saint Baume
Sainte Baume, na França, é um dos principais destinos de peregrinação católica. De acordo com a tradição, Maria Madalena, em fuga da Palestina, teria se exilado na Gruta de Sainte Baume. Fieis acreditam que Maria Madalena tenha dado a luz a Sara, a padroeira do ciganos, imagem que hoje é a mais cultuada na Igreja de Saint Michel.


Rio Ganges
A sacralidade do rio é facilmente explicável: às margens do Ganges, está a própria história da Índia. “O Ganges, acima de tudo, é o rio da Índia, que manteve cativo o coração da Índia e atraiu incontáveis milhões às suas margens desde a alvorada da história. A história do Ganges, de sua fonte ao mar, dos tempos antigos aos modernos, é a história da civilização e da cultura da Índia, da ascensão e queda de impérios, de cidades grandes e orgulhosas, de aventuras do homem”, escreveu Jawaharlal Nehru, ex-primeiro ministro da Índia. O rio, sagrado para os hindus, nasce no Himalaia e, nos seus 2510 km de extensão, percorre locais que marcaram a História do país.
A história do Ganges remete a uma lenda do povo hindu. De acordo com o relato, a deusa das águas, Ganga, teve a tarefa de, além de regar os céus divinos, vir à Terra para purificar o ambiente. No entanto, quando Ganga regou o Planeta Terra – do céu – a chegada da água ao solo teria causado uma grande catástrofe. Para contornar a situação, um Deus teria amortecido a queda do Rio Ganga na Terra e dividido-o em milhares de riachos. Essas quedas de água começaram a se juntar ao longo do Himalaia e deram origem ao Rio Ganges, o principal rio indiano.
Crentes no poder de purificação do rio, indianos de todo o país banham-se durante todo o ano em busca de elevação espiritual. Um dos desafios da população hindu nos dias de hoje é a poluição que o contamina, já que muitos esgotos são despejados em suas águas.


Vaticano
O Vaticano ou Cidade do Vaticano é a sede da Igreja Católica. É um Estado murado e localizado dentro de Roma, na Itália, e tem uma população com cerca de 800 habitantes.
O Vaticano existe desde 1929 e foi criada pelo Tratado de Latrão. É um Estado eclesiástico, governado pelo bispo de Roma, o Papa, que também mora na cidade. Anualmente, recebe fieis de todo o mundo que buscam a bênção do chefe da Igreja Católica.

 Nesta galeria, você conheceu os destinos do Brasil e do mundo preferidos por peregrinos e conheceu as histórias que cada local guarda.

 Publicado em 29 de Outubro de 2012. Por Marcel Verrumo no site: http://casa.abril.com.br/ 

terça-feira, 24 de junho de 2014

Festejos Juninos

Arraiá em tempos de Copa
Enquanto o Mundial de futebol toma as atenções no mês de junho, as tradicionais quadrilhas juninas se apresentam em Fortaleza e no Interior.


Verde e amarelo, mas não só. Festa junina é vermelho, azul, rosa e, mais que cores, é o sabor do milho da canjica, o toque da zabumba, a quentura da fogueira. 
Hoje é o dia do “santo festeiro”, mas, neste 24 de junho, São João divide as atenções com Fuleco, Neymar e os demais personagens da Copa do Mundo do Brasil. 
No Ceará, o Mundial de futebol acabou antecipando o arraiá e influenciando, em parte, a rotina dos festejos juninos.
Além de ter sido a estreia do megaevento com o jogo da seleção, o último 12 de junho foi também o começo da temporada 2014 da quadrilha Estação Junina.
Para não coincidir com os dias de jogos, muitos festivais de Fortaleza e do Interior – o Iguatu Festeiro, por exemplo – deram início à programação com antecedência.

Mesmo com todas as atenções voltadas para a Copa do Mundo, as quadrilhas juninas se apresentam em toda a cidade

Veja Programação

7º Festival do Arraia de Genibaú
Quando: 27 a 30/6 
Onde: Praça do Genibaú (entre a rua 24 de Outubro e a Avenida Senador Fernandes Távora, bairro Genibaú)

17º Festival Junino do Arraia do Cumpade Kiko
Quando: 26 a 28/6
Onde: Praça Coronel João Pontes (entre as ruas Antônio Drumont com Beijamim Barroso, bairro Monte Castelo)

22º Festival de Quadrilhas de Messejana
Quando: 27 a 29/6
Onde: quadra da Praça de Messejana (rua Padre Pedro de Alencar, s/n, Messejana)

12º Festival Junino Profetas do Sertão
Quando: 27 a 29/6
Onde: rua Petronilha Bezerra, nº 185 – Vila Manuel Sátiro.

As Festas juninas são comemoradas em todo o país e no Ceará é uma das manifestações culturais que mais representam o Estado.

Jornal O POVO

sábado, 21 de junho de 2014

Para refletir...

" Se alguém está tão cansado que não possa te dar um sorriso,
 deixa-lhe o teu."

Provérbio Chinês

Flor Érika

Planta nativa do Brasil, a Érica (Cuphea gracilis) é uma herbácea que pode atingir até 30 centímetros de altura. É bastante utilizada em projetos paisagísticos ou jardins para formar maciços.
Luciano Magalhães Diniz - Fotógrafo.
Também pode ser plantada em jardineiras ou para formar contorno de calçadas, passagens de pedestres ou como bordadura em canteiros formando um contraste com outras plantas.
A Érica ou Falsa Érica, como também é conhecida, é uma planta rústica, pouco exigente em cuidados de podas e adubações. Pode ser plantada em sol pleno ou meia sombra, em solos com boa drenagem, mas não é tolerante ao frio.
       A floração da Érica é muito graciosa e ocorre durante todo o ano formando pequenas flores nas cores rosas ou brancas.



Sua floração máxima ocorre no litoral da região sudeste. Podem ser encontradas em Floriculturas, floriculturas online ou lojas de jardinagem em sementes ou em estacas. Pode ser encontrada também na arte do bonsai – é bem apreciada neste meio principalmente por apresentar folhas e flores pequenas de forma natural.
http://www.ceasacampinas.com.br/