quarta-feira, 16 de abril de 2014

A DIVINA ARTE DE FAZER AMIGOS

Olá queridos amigos! Este texto é dedicado a todos os vocês, que lêem
 nosso blog e que nos escrevem. Somos muito gratas por essa amizade virtual que vai além das fronteiras de nossa cidade, de nosso estado e de nosso país. Desejamos vivências incríveis e maravilhosas a todos vocês e que nossa amizade sempre cresça. E que venham mais amigos! 

                    A amizade é a mais elevada expressão humana do desejo de Deus de mostrar o Seu amor pelo homem. Tendo os pais como instrumentos, Deus cobre o bebê de carinho; o sentimento que eles têm pelo recém-nascido é inato, pois o Criador determinou que nossos pais não consigam deixar de amar-nos. Mas a amizade vem como expressão livre e imparcial do amor de Deus.

                     Dois estranhos se encontram e, por escolha instantânea de seus corações, desejam ajudar-se mutuamente. Já analisou como isso acontece? O desejo espontâneo e recíproco de serem amigos vem diretamente da lei divina de atração; atos de amizade recíproca entre duas almas, que vêm de vidas passadas, gradualmente criam um vínculo cármico que  irresistivelmente as atrai uma para  outra, nesta vida.
                                                

                     Enquanto não for contaminado pelo egoísmo ou pela atração do sexo oposto, esse impulso é puro. Porém, frequentemente, é maculado. A amizade cresce na árvore dos sentimentos mais íntimos, mas é profanada pelos desejos prejudiciais e ações egoístas. Se você puser o fertilizante errado nas raízes de uma árvore, seu fruto será mirrado; e se alimentar a árvore do sentimento humano com a emoção do egoísmo, seus motivos indignos estragarão o fruto da amizade. Interessar-se por alguém, só porque é rico ou influente e lhe pode ser útil, não é amizade. E sentir atração por alguém, principalmente porque a pessoa tem um rosto bonito, também não é amizade. Quando o rosto perder sua sedução juvenil, a “amizade” se evaporará.

Desenvolva as amizades do passado
                                             
                     É verdade que não se pode encontrar amizade em qualquer lugar. Vemos algumas pessoas todos os dias mas jamais as conheceremos, enquanto outras nos fazem sentir que sempre foram amigas. Você precisa aprender a reconhecer os sinais interiores. Onde quer que esteja, mantenha os olhos sempre abertos e, se acontecer de sentir-se divinamente atraído por alguém, cultive a amizade dessa pessoa, porque foi sua amiga em alguma vida anterior. Há muitos amigos que conhecemos em vidas passadas, mas essas amizades ainda não foram aperfeiçoadas. É melhor começar a construir sobre uma fundação que já foi assentada, do que cavar um alicerce nas areias de relacionamentos temporários. É fácil pensar que se tem muitos amigos até que eles, de algum modo, nos machuquem, e então soframos uma profunda decepção.


                     Muitas pessoas erram quando escolhem os amigos, por se iludirem pelas aparências exteriores. O único meio de reconhecer os verdadeiros amigos é meditar mais. Você deve tentar encontrar amigos pelo método divino, que consiste em purificar a consciência de todo pensamento relacionado com o rosto e outras aparências como fatores determinantes de seus sentimentos pelos demais. Se fizer isso, um dia será capaz de descobrir muitos verdadeiros amigos a seu redor. Sentirá a amizade de Deus por meio desses humildes canais humanos que se entregam a Ele. Através dos puros de coração, a luz divina da amizade fluirá até você.

Para atrair amigos, melhore o seu caráter

                     Você não pode atrair amigos verdadeiros sem remover de seu próprio caráter as manchas do egoísmo e de outras qualidades desagradáveis. A maior arte de fazer amigos é se comportar divinamente – ser espiritual, puro, altruísta – e começar a amizade onde os alicerces já tenham sido lançados em alguma vida passada.

                      A amizade deveria existir em todas as relações humanas: entre pais e filhos, entre conjugues, entre homens e homens, entre mulheres e mulheres, e entre homens e mulheres. A amizade é incondicional. Quando você sente o impulso de fazer amizade com alguém, está sentindo a presença de Deus. A amizade é um impulso divino. Deus não Se contenta em cuidar de Seus filhos apenas sob a forma dos pais e demais parentes. Ele vem como amigos, para dar oportunidades de expressarmos o amor incondicional do coração.


                      Quanto mais suas fraquezas humanas forem desaparecendo e as qualidades divinas entrarem em sua vida, mais amigos você terá. Não foram o Senhor Jesus, o Senhor Buda e o Senhor Krishna amigos de todos? Para ser como eles, você deve aperfeiçoar o amor ao próximo. Quando puder convencer os outros de sua amizade; quando tiver certeza, ao longo das provas do tempo e das muitas experiências em comum, que o sentimento de alguém por você é sincero, e o que você lhe dedica também brota do fundo da alma – não visando alguma vantagem, mas motivado unicamente pelo impulso divino da amizade – você verá, nesse relacionamento, o reflexo de Deus.

Faça como Deus faz: dê amizade a todos
                                                
                        Não permita que sua amizade permaneça restrita a uma só pessoa, mas gradualmente estabeleça a relação divina com aqueles que têm nobres ideais. Se tenta formar amizade com uma pessoa de más inclinações, ficará decepcionado. Primeiro seja amigo dos que são verdadeiramente bons, depois continue sendo amigo dos demais, até poder sentir amizade por todos e poder dizer: “ Sou amigo de todos, até de meus inimigos.” Mesmo pelos que o crucificavam, Jesus sentia amizade, exemplificando, no sacrifício final, o que sempre ensinara: “ (...) Amai vossos inimigos, abençoai os que vos maldizem, fazei o bem aos que vos odeiam, e orai por aqueles que vos maltratam e vos perseguem.”


                       A verdadeira amizade é o amor divino, pois é incondicional, real e eterna. Emerson expressou com muita beleza esse ideal em um de seus ensaios:  “ O mais elevado pacto que podemos fazer com nosso amigo é: ‘ Que a verdade exista entre nós dois para sempre’ ( ...) É sublime sentir e dizer de alguém: eu nunca preciso encontra-lo, falar-lhe ou escrever-lhe, não precisamos de manifestações de apreço ou de presentes e lembranças; confio nele como confio em mim, se ele agiu dessa ou daquela maneira, sei que foi correto.” Você pode falar livremente com um amigo, sem ser mal compreendido. Mas a amizade nunca poderá florescer se houver o menos sinal de exigência de um sobre o outro. A amizade só pode ser construída baseada em liberdade e igualdade espiritual. Portanto, você deve tratar todos sob essa luz divina, na consciência de que cada pessoa é uma imagem de Deus. Se você maltrata alguém, jamais conhecerá sua amizade.


                       Muita gente passa a vida sem amigos. Não consigo imagina como podem viver assim. Os verdadeiros amigos dificilmente nos compreendem mal e, se o fazem, é só por pouco tempo. Se alguém abusar de sua confiança, mesmo assim continue a dar amor e compreensão, como você esperaria receber. Mas se a pessoa continuar a ser malvada e bater na mão estendida da amizade, então é melhor retirar a mão por algum tempo.

A amizade universal começa em casa
                                              
                        A amizade deve começar em casa. Se em sua família existir alguém que está especialmente em harmonia com você, primeiro desenvolva a amizade com essa pessoa. E, se entre os conhecidos você se sentir atraído por alguém de ideais semelhantes, desenvolva esse relacionamento. Expulse todos os desejos nascidos do egoísmo ou da compulsão sexual. Ao oferecer amizade pura, você verá a orientação de Deus. Cultive a amizade com boas pessoas e, quanto mais meditar, mais reconhecerá os amigos do passado. A meditação desperta “ memorias adormecidas de amigos outra vez a encontrar”. Muitas pessoas que me apareceram em visões encontrei mais tarde; e aqui, nos Estados Unidos, tenho encontrado muitos que apareceram na visão que tive na minha primeira viagem para cá, em 1920.

                        A amizade é uma grande força universal. Quando o seu desejo de amizade for suficientemente forte, mesmo que uma pessoa desconhecida, mas espiritualmente sintonizada com você, viva no Pólo Sul, o magnetismo da amizade os reunirá. Apenas o egoísmo pode destruir isso dentro de nós. Quem pensa em si mesmo o tempo todo estraga a amizade. Essas pessoas não podem atrair amigos, porque são incapazes de expandir e receber o que é bom na vida. Deus lhe deu uma família para que você pudesse aprender a amar os outros e, em seguida, dar esse tipo de amor a todos. Os entes queridos nos são arrebatados pela morte e outras circunstâncias para que possamos aprender, não a amar o próprio Amor, que é Deus, o Ser por trás de todas as máscaras humanas. “Quando um homem contempla todas as diferentes criaturas como  existentes no Um que Se expandiu, tornando- Se muitos, funde- se em Brahman.”


                          Amizade significa investir o amor onde não há o preconceito das relações humanas. Na vida conjugal, existe a compulsão do sexo e, na vida familiar, a compulsão dos instintos hereditários. Na amizade, porém, não há compulsão.
                                               
                         Vamos dar nosso amor a todos. Oremos para que possamos encontrar os amigos do passado e provar nossa amizade por eles, para que possamos, finalmente, compreender e merecer a amizade de Deus. Se não estivermos unidos a todos os Seus filhos pelo espírito de fraternidade, não nos uniremos a Deus.
                         Eu não conheço estranhos. Que grande estado de felicidade e alegria! Nem mesmo o pior inimigo pode me fazer sentir que não sou amigo dele. Quando esse despertar chega, você ama a todos. Vê que todos são filhos de seu Pai e que o amor que sente por todos os seres nunca morre. Cresce e aumenta, até que você percebe, no amor dos amigos, o sublime amor de Deus.


 Extraído do livro A Eterna Busca do Homem, de Paramahansa Yogananda.

sábado, 12 de abril de 2014

Contemplando....

Uma paisagem muito bela



Um céu lindo sob a cidade de Sobral, visto do alto da Serra da Meruoca.


A imagem nos lembra muito a amiga chica

terça-feira, 8 de abril de 2014

A Fortaleza que vi(vemos)

O post é um convite para olharmos a cidade e perceber suas delicadezas. Desconfie da pressa cotidiana e aproveite o tempo para observar e escolher a cidade que deve ser guardada nas suas lembranças e nas de outros tantos que passarão os olhos sobre a sua Fortaleza.

Foto de @polly_sanders
Foto de @polly_sanders

Foto de @tatabarros
Foto de @tatabarros

Foto de @mpdrumond
Foto de @mpdrumond

Foto de @ronaldoce
Foto de @ronaldoce

Foto de @vandecydourado
Foto de @vandecydourado
Foto de @ronaldoce
Foto de @ronaldoce

Foto de @biapbezerra
Foto de @biapbezerra

Foto de @katinha07_omlig
Foto de @katinha07_omlig

Foto de @lyllasayuki
Foto de @lyllasayuki

Foto de @ronaldoce
Foto de @ronaldoce

Foto de @biapbezerra
Foto de @biapbezerra

Foto de @cneto1956
Foto de @cneto1956

Foto de @_nagi_
Foto de @_nagi_

Foto de @ronaldoce
Foto de @ronaldoce

Foto de @biapbezerra
Foto de @biapbezerra

Foto de @biapbezerra
Foto de @biapbezerra

Foto de @ronaldoce
Foto de @ronaldoce

Foto de @_nagi_
Foto de @_nagi_
Foto de @ronaldoce

Foto de @ronaldoce

Foto de @_nagi_
Foto de @_nagi_

Foto de @ronaldoce
Foto de @ronaldoce

Foto de @naianacarvalho
Foto de @naianacarvalho


Foto de @rechis
Foto de @rechis


Foto de @biapbezerra
Foto de @biapbezerra


Foto de @_nagi_
Foto de @_nagi_

Foto de @ronaldoce
Foto de @ronaldoce

Foto de @emanuelng
Foto de @emanuelng

Foto de @felipesilveiral
Foto de @felipesilveiral

Foto de @felipesilveiral
Foto de @felipesilveiral

Foto de @ronaldoce
Foto de @ronaldoce

Foto de @biapbezerra
Foto de @biapbezerra

Foto de @iarameans
Foto de @iarameans

Foto de @ronaldoce
Foto de @ronaldoce

Foto de @ronaldoce
Foto de @ronaldoce

Foto de @millaleite
Foto de @millaleite
Foto de @_nagi_
Foto de @_nagi_

Foto de @opovoonline
Foto de @opovoonline
Foto de @ronaldoce
Foto de @ronaldoce
Foto de @ronaldoce
Foto de @ronaldoce

Foto de @biapbezerra
Foto de @biapbezerra

Foto de @ronaldoce
Foto de @ronaldoce

Foto de @ronaldoce
Foto de @ronaldoce

Foto de @biapbezerra
Foto de @biapbezerra

Foto de @biapbezerra
Foto de @biapbezerra

Foto de @leohenriques
Foto de @leohenriques

Foto de @opovoonline
Foto de @opovoonline

Foto de @eduardopalacio
Foto de @eduardopalacio

Foto de @ronaldoce
Foto de @ronaldoce
Foto de @ronaldoce
Foto de @ronaldoce
Foto de @ronaldoce
Foto de @ronaldoce


Foto de @ronaldoce
Foto de @ronaldoce

A fotografia tece memórias!

Jornal O POVO