segunda-feira, 14 de março de 2016

Bairro São João do Tauape

O São João do Tauape é um daqueles bairros que, mesmo com o crescimento da violência em Fortaleza, conseguem manter uma vida pulsante nas ruas e calçadas. O vai e vem dos moradores é intenso. Seja para ir ao trabalho, fazer uma pequena compra ou, simplesmente, trocar um dedinho de prosa com os conhecidos. “E aqui todo mundo se conhece. É como se fosse uma cidade do interior”, diz o comerciante Cid Targino, 39.

Muito da vida social do bairro gira em torno da Igreja São João Batista. Um dos frequentadores assíduos do lugar é o aposentado Francisco Augusto de Vasconcelos, 78. Todas as tardes, ele coloca a cadeira ao lado da entrada do templo e conversa com quem estiver de passagem.


As casas da vila Vidal, em frente a igreja São João Batista, estão entre as mais antigas do bairro.

Morador do bairro desde os oito anos, seu Chico (como é mais conhecido) lembra de um Tauape com poucas casas e ruas tomadas de areia. Ele conta que, para pôr o calçamento nas ruas, eram utilizados “uma ruma de jumentos” para transportar o material.

A atual igreja matriz teve a pedra fundamental lançada em outubro de 1957. Fato acompanhado pela aposentada Edméa Saraiva Menezes, até hoje frequentadora do lugar. “Ela foi construída aos poucos. Passou bem dez anos (para ser concluída)”, afirma. Em 1981, O POVO registrou o momento em que Dom Aloisio Lorscheider “sagra a igreja do São João do Tauape”. Segundo a matéria, o templo foi construído “com o esforço dos padres e o povo”. A antiga igrejinha hoje abriga o salão paroquial.

Um comentário:

  1. Ainda existem lugares 'bucólicos', felizmente, onde se cultiva a amizade, o 'dedinho de prosa'e a simplicidade! Obrigada pelo texto-humano!
    Abraço.

    ResponderExcluir

Agradeço pelo seu comentário!