sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

Mensagem do Natal Social

Ele rezava, mas não era da minha religião...

Ele comia, mas não o que eu costumava comer...

Ele falava, mas aquela não era a minha língua...

Ele vestia, mas não como eu costumava me vestir...

Quando pegou na minha mão, sua mão não era da cor da minha...

Mas quando ele sorriu, era exatamente do jeito que eu sorria...

E quando chorou, era exatamente como eu chorava...

No fundo, somos todos iguais.

Que o Natal acenda em nós a luz da compreensão e da tolerância para que cada atitude nossa possa contribuir para um mundo mais justo e solidário.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço pelo seu comentário!