sábado, 12 de fevereiro de 2011

Olá visitantes!

            Nos próximos sábados iremos publicar alguns fragmentos de textos de Itamar Espíndola. Para quem não o conhece, foi um grande advogado, escritor e colunista do caderno Fame do Jornal O Povo. Suas colunas tinham como título Vinhetas. Escrevia sobre assuntos diversos e tinha uma grande marca: era quêfobo. Se não souber o que isto significa, defino: quem tem medo ou aversão a água é hidrófobo,  ojeriza a aranhas é intitulado por aracnofobia, quem tem ablutofobia  tem pavor a tomar banho. E quem tem fobia a utilização da palavra "que" é quêfobo. A quefobia , segundo Itamar, deve-se ao "que" enfear um texto. Os grandes escritores têm técnicas acerca da estrutura, da forma como o texto aparenta.
             Esperamos que gostem.
                        

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço pelo seu comentário!