sexta-feira, 30 de junho de 2017

"Sou entre flor e nuvem,
estrela e mar.
Por que havemos de ser unicamente humanos,
limitados em chorar?"

Cecília Meireles
In Mar Absoluto e Outros Poemas (1945)



Imagem: Francesco Vinea (Forli, Itália, 10 de agosto de 1845 – Florença, Itália, 22 de outubro de 1902)


Vejam que delicadeza, que bela obra de arte!



2 comentários:

  1. Cecília estava absolutamente certa. Lendo a biografia dela, entendi que ela teve mil motivos para ser triste: os pais mortos quando ela era ainda criança, o suicídio do marido... mas ela pegou sua dor e tornou-se poeta.

    ResponderExcluir
  2. Poesia e imagem lindas! bjs, chica

    ResponderExcluir

Agradeço pelo seu comentário!