segunda-feira, 2 de janeiro de 2017

Desafio



Quando você entrar em conflito com outras pessoas, envie-lhes amor mentalmente. Eu amo meus inimigos, pois os sinto como amigos. Se você sentir Deus, não conseguirá odiar ninguém. O que aconteceria conosco se Deus se zangasse com nossos erros? Você será um deus se ficar calmo quando os outros tentarem feri-lo.

Paramahansa Yogananda, Jornada para a Autorrealização




6 comentários:

  1. Oi, querida Érika, o que consigo fazer com pessoas que não me dou bem, que não tenho sintonia é ficar na minha, não revidar, ignorar. Não sou incomodada e não incomodo. Acho que isso já está de bom tamanho. Mas inimigos, não os tenho, não sei o que é ódio, graças a Deus.
    Beijo, amiga! Uma boa semana.

    ResponderExcluir
  2. Simplesmente deleto quem me faz mal, não quero nem pensar...
    Mas escrevo, é uma forma de não me intoxicar com a maldade!
    Gratidão pelas lindas mensagens, felizes e abençoados dias
    Abraços carinhosos
    Maria Teresa

    ResponderExcluir
  3. Quando alguém erra devemos conportarnos com dignidade: seguir o nosso caminho. Boa semana Érika.

    ResponderExcluir
  4. Bom dia, alimentar um conflito é um erro, devemos procurar a causa e arranjar solução para o mesmo com toda a calma, chama-se a isto. amor com inteligência.
    Obrigado pela visita e comentário na minha pagina
    Continuação de feliz semana,
    AG

    ResponderExcluir
  5. Confesso, Érika que não consigo amar quem se assuma como inimigo... confesso que o máximo que consigo fazer, é pura e simplesmente me afastar de pessoas assim, e nem sequer perder meio segundo a pensar nelas...
    Não creio ter inimigos... mas pessoas invejosas... tenho sem qualquer dúvida... a gente sempre sente...
    De qualquer forma, admiro quem o consiga fazer!... Amar os inimigos... coisa que eu, ainda não cheguei lá...
    Beijinhos
    Ana

    ResponderExcluir

Agradeço pelo seu comentário!