terça-feira, 12 de abril de 2016

Não haverá borboletas se a vida não passar por longas e silenciosas metamorfoses.

Rubem Alves




Um comentário:

  1. Uma bonita frase. Como atingir a suavidade e a beleza se não perseverarmos silenciosamente em nossa transformação?...
    Um abraço,
    Élys.

    ResponderExcluir

Agradeço pelo seu comentário!