segunda-feira, 7 de setembro de 2015

As três peneiras de Sócrates

Um dia, o velho sábio Sócrates caminhava pelas ruas, quando de repente um homem corre até ele e diz: “Sócrates eu tenho que lhe contar algo sobre seu amigo que...”

“Espere” Sócrates interrompe “Sobre a história que você está prestes a contar-me, você a passou através das três peneiras?”

“Três peneiras?” O homem pergunta: “Quais três peneiras?”

“Vamos tentar”, diz Sócrates.

“A primeira peneira é a da verdade, você examinou o que você estava prestes a contar-me, se é verdade?” Sócrates pergunta.

“Bem, não; eu somente a ouvi”, diz o homem.

“Ah, bem, então você tem usado a segunda peneira, a peneira do bom?” Sócrates pergunta “É algo bom o que você está prestes a contar-me?”

“Humm não, pelo contrário”, responde o homem.

“Hummm” O homem sábio diz: “Vamos utilizar a terceira peneira então, é necessário contar-me o que você está falando tão agitado?”

“Não, não é necessário”, diz o homem.

“Bem” Sócrates diz com um sorriso “Se a história que você está prestes a contar-me não é verdadeira, boa ou necessária, simplesmente esqueça-a e não me incomode com isso.”


:)

3 comentários:

  1. Uma velha história que nunca deve ser esquecida! Bela reflexão! bjs, linda semana,chica

    ResponderExcluir
  2. Como seria bem melhor se usássemos as tais peneiras, pois muita fofoca e conflitos seriam evitados!
    Abraço.

    ResponderExcluir
  3. Um precioso ensinamento para refletirmos....Carinhoso abraço Bárbara e Érika.

    ResponderExcluir

Agradeço pelo seu comentário!