terça-feira, 9 de dezembro de 2014

Nossa Senhora da Imaculada Conceição

Fé e tradição se mantém no Interior do Ceará

Meruoca na noite de domingo 07.12.2014.

 No dia dedicado à Nossa Senhora da Imaculada Conceição, 8 de dezembro. Ontem, milhares de católicos comemoraram com fervor os festejos dedicados à santa padroeira de 35 municípios cearenses Além das paróquias, centenas de capelas festejam a santa, que é Maria, mãe de Jesus, com o título de Imaculada Conceição. No encerramento dos festejos religiosos, houve procissão e missa.

 Municípios que têm Nossa Senhora da Imaculada Conceição como padroeira: Acaraú, Amontada, Aracoiaba, Bela Cruz, Cascavel, Deputado Irapuam Pinheiro, Farias Brito, Granjeiro, Guaramiranga, Hidrolândia, Iracema, Ipaumirim, Ipueiras, Itapiúna, Jaguaretama, Limoeiro do Norte, Madalena, Martinópole, Mauriti, Meruoca, Milhã, Moraújo, Pacajus, Pacatuba, Pacoti, Palhano, Pentecoste, Pindoretama, Porteiras, Potiretama, Quixeré, Redenção, Sobral, Tururu e Quiterianópolis.

De acordo com o monsenhor Francisco Sadoc de Araujo, da Paróquia da Ressurreição, em Sobral, Nossa Senhora da Conceição se tornou padroeira de vários municípios da região Norte porque os portugueses, na época da colonização, chegavam de navio e surgiam as cidades próximas ao litoral 
como Acaraú, Amontada, Almofala (Itarema), Bela Cruz. "Como Nossa Senhora, com esse título, é padroeira de Portugal, as primeiras capelas, no século XVII, foram em sua homenagem".

Nossa Senhora da Imaculada Conceição - Rainha de todos os santos


Mais do que memória ou festa de um dos santos de Deus, dia 08 de dezembro, solenemente comemora-se a Imaculada Conceição de Nossa Senhora, a Rainha de todos os santos.

Esta verdade, reconhecida pela Igreja de Cristo, é muito antiga. Muitos padres e doutores da Igreja oriental, ao exaltarem a grandeza de Maria, Mãe de Deus, usavam expressões como: cheia de graça, lírio da inocência, mais pura que os anjos.

A Igreja ocidental, que sempre muito amou a Santíssima Virgem, tinha uma certa dificuldade para a aceitação do mistério da Imaculada Conceição. Em 1304, o Papa Bento XI reuniu na Universidade de Paris uma assembleia dos doutores mais eminentes em Teologia, para terminar as questões de escola sobre a Imaculada Conceição da Virgem. Foi o franciscano João Duns Escoto quem solucionou a dificuldade ao mostrar que era sumamente conveniente que Deus preservasse Maria do pecado original, pois a Santíssima Virgem era destinada a ser mãe do seu Filho. Isso é possível para a Onipotência de Deus, portanto, o Senhor, de fato, a preservou, antecipando-lhe os frutos da redenção de Cristo.

Rapidamente a doutrina da Imaculada Conceição de Maria, no seio de sua mãe Sant’Ana, foi introduzido no calendário romano. A própria Virgem Maria apareceu em 1830 a Santa Catarina Labouré pedindo que se cunhasse uma medalha com a oração: “Ó Maria concebida sem pecado, rogai por nós que recorremos a vós”.

No dia 8 de dezembro de 1854, através da bula Ineffabilis Deus do Papa Pio IX, a Igreja oficialmente reconheceu e declarou solenemente como dogma: “Maria isenta do pecado original”.

A própria Virgem Maria, na sua aparição em Lourdes, em 1858, confirmou a definição dogmática e a fé do povo dizendo para Santa Bernadette e para todos nós: “Eu Sou a Imaculada Conceição”.

Nossa Senhora da Imaculada Conceição, rogai por nós!

Fonte: Diário Nordeste - Santo do dia / Canção Nova

3 comentários:

Agradeço pelo seu comentário!