domingo, 7 de dezembro de 2014

E o Plano Divino se cumpre...


No dia 2 de dezembro, Amma, Papa Francisco e outros líderes religiosos mundiais fizeram história. Reuniram-se em uma só voz para declarar que a escravidão moderna é um crime contra a humanidade. Convocaram todas as pessoas, independentemente de sexo, fé e cultura, a trabalharem juntas para erradicar o tráfico humano e outras formas de escravidão da face da Terra até 2020.

             No Dia Internacional para a Abolição da Escravidão, líderes religiosos assinaram uma declaração conjunta afirmando que a escravidão moderna, em termos de tráfico humano, trabalho forçado e prostituição, tráfico de órgãos, e qualquer relacionamento que desrespeite a convicção fundamental de que todas as pessoas são iguais e têm a mesma liberdade e dignidade, é um crime contra a humanidade — e isso deve ser reconhecido por todos e por todas as nações. No dia 2 de dezembro, foram reunidos líderes dos Cristãos Católicos, Anglicanos e Ortodoxos, assim como Budistas, Hindus, Judeus e Muçulmanos, para declarar um esforço humanitário comum: Erradicar a escravidão moderna até 2020 em todo o mundo e para sempre como um crime contra a humanidade.

Leia abaixo a emocionante  Declaração Conjunta de Líderes Religiosos contra a Escravidão Moderna: 

                   “Nós, abaixo assinados, nos reunimos hoje para uma iniciativa histórica de inspirar ações espirituais e práticas de todas as fés globais e as pessoas de boa vontade em todas as partes para erradicar a escravidão moderna no mundo até 2020 e para sempre.

                     Aos olhos de Deus, cada ser humano é uma pessoa livre, seja garota, rapaz, mulher ou homem, e está destinado a existir para o bem de todos em igualdade e fraternidade. A escravidão moderna, em termos de tráfico humano, trabalho forçado e prostituição, tráfico de órgãos, e qualquer relacionamento que desrespeite a convicção fundamental de que todas as pessoas são iguais e têm a mesma liberdade e dignidade, é um crime contra a humanidade.

                       Nós nos comprometemos, hoje aqui, a fazer tudo que estiver em nosso poder, dentro de nossas comunidades de fé e além, a trabalharmos juntos para a liberdade de todos aqueles que estão escravizados e são vítimas do tráfico, para que o futuro delas possa ser restaurado. Hoje, temos a oportunidade, a consciência, a sabedoria, a inovação e a tecnologia
para conseguir este imperativo humano e moral." 


Sobre a escravidão moderna

                          A escravidão moderna é a privação sistemática da liberdade de uma pessoa e o abuso de seu corpo, como, por exemplo, através da mutilação ou remoção de órgão, com o objetivo de exploração pessoal ou comercial.  Quase 36 milhões de pessoas estão atualmente submetidas à escravidão moderna. São pessoas que perderam sua liberdade e estão sendo exploradas para lucro pessoal ou comercial. De acordo com a Organização Mundial do Trabalho, o lucro total obtido pelo uso do trabalho forçado na economia privada mundial chega a US$ 150 bilhões por ano.

http://www.seaaccampinas.org.br/index.php/k2-tags/noticias/ultimas-noticias/item/5096-lideres-religiosos-do-mundo-assinaram-declaracao-para-erradicar-a-escravidao-moderna

4 comentários:

  1. Vamos ter fé e acreditar em um futuro onde só existirá o AMOR nos corações...
    Carinhoso abraço a vocês!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fé e esperança são essenciais! Abraços das meninas.

      Excluir
  2. Esse Papa está trabalhando, isso é muito importante. Está unindo povos e entrando num consenso geral pra garantir a liberdade de todos. Que Deus o abençoe e o conserve lúcido por muitos anos.
    Muito obrigada, meninas, pelo comentário gentil no meu blog. São muito gentis!
    Uma ótima semana, abençoada, beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Papa Francisco está revitalizando a Igreja Católica. Gratas pela visita e ótimo final de semana, Clara Lúcia! Abraços.

      Excluir

Agradeço pelo seu comentário!