quarta-feira, 22 de maio de 2013

Uma delícia nordestina...


A rapadura

Famosa entre os nordestinos, a rapadura é para muitos a sobremesa preferida depois do almoço. O que muita gente não sabe, é que essa iguaria não foi criada no Brasil. Isso mesmo! A rapadura surgiu nas Ilhas Canárias, em um arquipélago espanhol, no século XVI. Logo depois, no século XVII, foi exportada para as Américas.
A rapadura foi criada a partir da raspagem das camadas de açúcar que ficavam presas às paredes dos tachos utilizados para fabricação de açúcar, então, era aquecida e colocada em formas semelhante às de tijolos. Uma solução prática de transporte de alimento em pequena quantidade para uso individual, que resistia durante meses às mudanças atmosféricas.
Chegou ao Brasil em 1532 e servia de alimento para os escravos por possuir muitos nutrientes. Nesta época, ainda não era fabricada para fins comerciais. Logo depois, se deu início à produção da rapadura nos primeiros engenhos de cana-de-açúcar, que eram pequenos e muito simples, com moendas de madeira movidas a água ou por cavalos e bois.


O passo a passo da fabricação
Moagem da cana-de-açúcar para retirada do caldo, a garapa...


Fervura (decantação do caldo) em tacho de cobre...


Classificação e concentração do caldo da cana por meio da fervura em tachos

Batimento para adquirir a textura (densidade) ideal para colocar na forma...


Moldagem da rapadura nas formas de madeira, onde permanecem até endurecer...


Retirada do produto final das formas (após resfriamento)


O produto pronto para o consumo

Alimento 100% natural, a rapadura possui alto teor nutritivo, rica em ferro, cálcio, fósforo, sódio e potássio. Muito indicada na prevenção de anemias e até osteoporose. Possui também vitaminas do complexo B, Tiamina, Riboflavina e Niacina, que atuam na defesa do sistema nervoso, evitando irritação e até depressão.

Por ser extraída da cana-de-açúcar, a rapadura pode ser utilizada como adoçante natural para adoçar café, leite, coalhada, entre outros. É muito consumida com farinha, mungunzá, carne de sol, paçoca, cuscuz, milho cozido, pratos tipicamente nordestinos.

Fonte: http://www.mercadinhossaoluiz.com.br

8 comentários:

  1. Oxente! E a rapadura veio das Oropa, foi? (politicamente é Europa,
    não sei por outros critérios). Mas a bichinha é boinha assim mermo!
    Pena que eu não me meto mais com ela, a diabete não deixa.
    Instrutiva matéria.
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso mermo, bichim!


      Vixe! No caso, é mior mermo nem provar da bichinha!

      Inté.

      Excluir
  2. Adorei a publicação,amigas!

    Muitio bem pesquisado e uma aula.

    Detalhe: adoro rapadura!


    Bjs e linda semana


    Donetzka

    ResponderExcluir
  3. Obrigada, querida...!

    Rapadura é mesmo uma delícia!!!
    Abraços.

    ResponderExcluir
  4. Olá amiguihas, parabéns pelo post, mostrando como faz a rapadura e vale lembrar que tem muitos nutrientes e é saborosa mesmo!!
    Um lindo final de semana. Bjus

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Profª Lourdes,
      Por ser rica em nutrientes, a rapadura também passou a fazer parte do cardápio da merenda escolar de alguns estados do Nordeste, tal como o Ceará.
      Abraços.

      Excluir
  5. OI,QUERIDAS. OBRIGADA POR VISITAR MEU NOVO BLOG.

    O DE VCS SEMPRE ESTEVE EM MEUS FAVORITOS.

    PARA SEGUIR-ME É O MESMO PROCESSO.

    VAI NA MINHA LISTA DE SEGUIDORES,CLICA EMBAIXO EM "FAZER LOGIN",CONFIRMA E PRONTO


    BEIJOS E LINDO FIM DE SEMANA


    DONETZKA

    ResponderExcluir

Agradeço pelo seu comentário!