quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

As Danças Típicas da Região Norte

Share it Please
O Carimbó
A mais extraordinária manifestação de criatividade artística do povo paraense foi criada pelos índios Tupinambás que, segundo os historiadores, eram dotados de um senso artístico invulgar, chegando a ser considerados, nas tribos, como verdadeiros semideuses. Inicialmente, segundo tudo indica, a Dança do Carimbó era apresentada num andamento monótono, como acontece com a grande maioria das danças indígenas. Quando os escravos africanos tomaram contato com essa manifestação artística dos Tupinambás, começaram a aperfeiçoar a dança, iniciando pelo andamento que, de monótono, passou a vibrar como uma espécie de variante do batuque africano. 
Contagiava até mesmo os colonizadores portugueses que, pelo interesse de conseguir mão de obra para os mais diversos trabalhos, não somente estimulavam essas manifestações, como também, excepcionalmente, faziam questão de participar, acrescentando traços da expressão corporal característica das danças portuguesas. Não é a toa que a Dança do Carimbó apresenta, em certas passagens, alguns movimentos das danças folclóricas lusitanas, como os dedos castanholando na marcação certa do ritmo agitado e absorvente.

A Marujada
A Marujada, em Bragaça, teve início em 1798 quando os senhores brancos, atendendo ao pedido de seus escravos, permitiram a organização de uma Irmandade e a primeira festa em louvor a São Benedito. Em sinal de reconhecimento, os negros foram dançar de casa em casa para agradecer a seus benfeitores. A Marujada é constituída, em sua maioria, por mulheres, cabendo-lhes a direção e a organização. Não há número limitado de marujas, nem papéis a desempenhar. Nem uma só palavra é articulada, falada ou cantada, como num ato ou como numa argumentação. Não há dramatização de qualquer feito marítimo. A Marujada é caracterizada pela dança, cujo ritmo principal é o retumbão. A organização e a disciplina são exercidas por uma "capitoa" e uma "sub-capitoa". É a "capitoa" quem escolhe a sua substituta, nomeando a "sub-capitoa", que somente assumirá o bastão de direção por morte ou renúncia daquela.
A Marujada traja saia vermelha, bem rodada, blusa de cambraia branca bordada e, sobre esta, uma faixa larga de fita vermelha de gorgorão, com uma grande rosa do mesmo material. A parte mais vistosa é o chapéu. Este é de palha, forrado de tecido branco, com uma espécie de armação de arame onde ficam as flores feitas de penas de pato, brancas.

Essas flores cobrem inteiramente  o chapéu, com abas que pendem fitas largas, de cores diversas, bem compridas. A Capitoa, sempre a mais velha do grupo, carrega na mão um bastão dourado, o símbolo da sua autoridade.

Os homens músicos e acompanhantes, são dirigidos por um capitão. Eles se apresentam de calça e camisa brancas ou de cor, chapéu de folha de carnaúba revestido de pano, sendo a aba virada de um dos lados.

Os instrumentos musicais são estes: tambor grande e pequeno, cuíca, pandeiros, rebeca, viola, cavaquinho e violino.
As apresentações são, preferentemente, no período de 25 de dezembro ao dia 6 de janeiro. No dia 25, as mulheres dançam com saias azuis e os homens com camisas da mesma cor.

Já no dia 26, quando São Benedito é festejado, as mulheres usam as saias vermelhas, e os homens a roupa branca. Além de Bragança, a manifestação se ramificou em outros municípios vizinhos como Quatipuru, Augusto Correa, Primavera e Tracuateua.

36 comentários:

  1. Olha que isso aqui tá muito bom, isso aqui tá bom demais...

    ResponderExcluir
  2. Muito interessante a história da marujada!

    ResponderExcluir
  3. Muito bom saber sobre as marujas!!!!!!

    ResponderExcluir
  4. estou procurando um trabalho para a minha prima sobre as dansas tipicas da regiao norte (nossa regiao) muito bom saber sobre o carimbo nao e muita coisa e facio, ela e muito preguisosa !!!!!!!!!!!!!!????????????????????

    ResponderExcluir
  5. gostei muito!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  6. Acho chique a marujada de Bragança do Pará ainda nao fui mas só de ver, ja me deu vontade de visitar... sorte pra quem mora lá...

    ResponderExcluir
  7. POderiam me dizer quais são as danças tipicas do norte em época de carnaval?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. sim,Camaleão

      Essa dança utiliza pares separados, que fazem uma coreografia com passos distintos, chamados de jornadas. São duas fileiras de mulheres e homens, realizando diversos passos, os quais terminam no passo inicial. As roupas também são importantes; os homens usam fraque de abas, colete, meias longas, gravata e sapato preto. Já para as mulheres, a vestimenta é composta por saias longas, meias brancas, sapatos e blusas folgadas. A música que embala os dançarinos utiliza o violão, cavaquinho e rabeca.

      Dança do Maçarico

      Essa dança é constituída de dançarinos em duplas que fazem cinco movimentos durante a Dança do Maçarico: Charola, Roca-roca, Repini-co, Maçaricado e 'Geleia de Mocotó'. Os passos variam entre lentos e ligeiros e a umbigada. As músicas que embalam os dançarinos são tocadas com a ajuda da viola, tambores, rabeca e sanfonas.

      Desfeitera

      Essa dança é constituída de pares que dançam de forma livre e os dançarinos devem apenas passar pelo menos uma vez na frente do grupo musical. Caso a banda encerre a música no momento em que um casal estiver passando, é feita a escolha do homem ou da mulher para que declame versos. Caso ele não consiga esse feito, a pessoa será vaiada e terá que pagar uma prenda, ou seja, será 'desfeitado'.

      Carimbó

      O nome da dança é de origem indígena com os nomes Curi, que significa pau oco, e M'bó que significa furado. Os homens devem trajar uma calça curta no estilo pescador e uma camisa que contenha estampas. As mulheres utilizam uma saia rodada e com estampas, uma blusa, colares e flores presas aos cabelos. Os dançarinos a executam com os pés no chão.

      Os homens batem palmas para as dançarinas e isso é o indício de que elas estão sendo chamadas para dançar também. Em forma de roda, as mulheres balançam a saia para que ela atinja a cabeça de seu parceiro. O ato é realizado no intuito de humilhar o homem para que ele saia da dança. Um dos momentos mais importantes ocorre quando cada casal vai para o centro da roda e o homem deve apanhar um lenço com a boca, que foi jogado no chão pelo seu par. Se o feito for satisfatório, ele recebe aplausos. Caso ele não consiga, a mulher joga a saia em seu rosto e ele deve sair da dança.

      Marambiré

      Essa dança é considerada uma representante da alegria dos negros no Brasil após a Abolição da Escravidão. Ela é caracterizada por uma marcha que mescla a religião e o profano. Ela é realizada por duplas e sempre aparece durante os festivais no estado.

      Lundu Marajoara

      Essa dança tem origem africana e é muito sensual, pois a intenção dela é mostrar o convite do homem para ter um encontro sexual com a mulher. Primeiro, há uma recusa; porém, ele insiste e ela aceita. A Lundu Marajoara mostra o ato com o passo da umbigada, quando acontecem movimentos de dança mais sensuais. As mulheres utilizam saias coloridas e blusas rendadas. Já os homens vestem calças de preferência na cor branca. Essa dança também recebe a ajuda de instrumentos como o banjo, cavaquinho e clarinete.

      Marujada

      A dança é uma homenagem a São Benedito e acontece em três ocasiões: Natal, dia de São Benedito e no dia 1º de janeiro. Os homens e mulheres que participam recebem o nome de marujos e marujas. Eles bailam pela cidade, reproduzindo o gesto de um barco na água. As mulheres ordenam a dança e os homens participam com os instrumentos musicais, como tambores e violinos.

      Outras danças típicas da região:

      -Dança do Siriá;
      -Xote Bragantino;
      -Samba do Cacete;
      -Retumbão.

      Excluir
  8. eu gostei porque é bem informativo.................isso é tudo de bom!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!ass ayla beatriz

    ResponderExcluir
  9. gostei muito parabéns para quem fez essa demonstração das danças♥♥♥♥♥♥ mouriely

    ResponderExcluir
  10. não poderia ser três tipos

    ResponderExcluir
  11. estou procurando esse assunto pro meu trabalho de GEOGRAFIA e site me ajudou muito....... VALEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEUUUUU!

    ResponderExcluir
  12. olha quem ta fora que entrar mais quem ta dentro n sai kkk

    ResponderExcluir
  13. Gostei muito! Mas...será que alguém pode me dizer as principais características das danças região norte?
    Grato anônimo.

    ResponderExcluir
  14. achei muito lindo esses gatinhos siames

    ResponderExcluir
  15. eu achei a respostas do meu trabalho aqui

    ResponderExcluir
  16. adorei este site tem tudo o que eu preciso

    ResponderExcluir
  17. Gente entra no meu blog de humor pf:
    www.mariemadu.blogspot.com
    com muitos posts vídeos e muito mais!
    (não contém conteudo adulto)

    ResponderExcluir
  18. Gabriella Oliveira Cândido19 de setembro de 2013 19:40

    Olha eu vi uma dança que é da região norte e é muito sensual vcs não tem aqui!

    ResponderExcluir
  19. esse gato da foto é legal

    ResponderExcluir