sábado, 5 de março de 2011

Patativa do Assaré


O poeta agricultor, poeta, compositor, cantor e até professor Hanoris causa
Pelo nome de batismo, pouca gente o conheceu. Antônio Gonçalves  da Silva gostava de cantarolar versos, que desde cedo ganhava nome de passarinho: Patativa.

Patativa nasceu a 5 de março de 1909, no Sítio de Serra de Santana, município de Assaré/CE.

Menino do sertão, cresceu entre agricultores e apesar ter ido à escola por menos de um ano, descobriu o amor pela poesia. A primeira viola veio de uma troca: aos 16 anos entregou uma cabra pelas cordas que fariam dele um violeiro. Os versos escritos por ele ultrapassaram fronteiras, ganharam o mundo.

Seu primeiro livro Inspiração Nordestina foi publicado em 1956. Em 1964, Luiz Gonzaga ao vê-lo recitar A Triste Partida, decidiu musicá-lo tornando-o conhecido em todo o país.

Poeta, popular, compositor e até professor Honoris causa. Patativa foi tudo isso. Mas quando perguntado sobre sua profissão dizia com simplicidade: "o que eu sou mesmo é agricultor, vivo é da minha roça. 

A história de Patativa, já foi narrada em livros, filmes e documentários. A voz do poeta, aos 93 anos foi emudecida pala morte, em 8 de julho de 2002. Além da saudade ficaram as lembranças de homem simples que nem sabia que era um gênio.


Patativa do Assaré projetou  para o mundo a realidade sertaneja, beleza simples do agricultor

Memorial Patativa do Assaré, em Assaré-CE . Se vivo fosse faria hoje 102 anos

Casa que morou Patativa do Assaré, restaurada por ocasião de seu centenário
Fonte: Jornal Diário do Nordeste

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço pelo seu comentário!